Motivos para você começar a estudar o quanto antes: veja aqui!

0 Comments

Procurando uma boa razão para aprender? Se você está considerando ir para a faculdade ou universidade, ou quer saber como fazer a inscrição no GDAE, ou se você apenas quer expandir seus conhecimentos com um curso - estudar tem muitos benefícios. 

Quer esteja ganhando as habilidades essenciais necessárias para ser mais feliz em sua carreira, ou quer saber mais, acesso direto o https://www.noticianahora.com.br/ ou mesmo finalmente descobrindo qual é o trabalho certo para você.

Para ajudar a motivá-lo, aqui estão algumas razões pelas quais você deve começar a estudar agora mesmo: 

Você vai descobrir onde estão suas paixões



Nem sempre é fácil descobrir o que você quer fazer com sua vida.

Você não só tem que decidir o que gosta de fazer, como também tem que perceber no que já é bom.

Felizmente, você não precisa mergulhar de cabeça em uma nova indústria sem nenhum conhecimento do que ela envolve - você pode realmente aprender sobre ela primeiro.

Veja aqui quais são os desafios de trabalhar dentro de casa para a saúde.

Quer você faça um curso de meio período ou volte a estudar em tempo integral, aprender mais sobre a área em que está interessado o ajudará a perceber se este é realmente o caminho certo para você.

Afinal, você talvez goste da ideia de algo, e não da realidade.

Você vai expandir seus interesses

OK, vamos em frente e vamos dizê-lo; estudar pode ser divertido.

Escolha uma área na qual você esteja realmente interessado e você poderá descobrir que expandir seus conhecimentos é muito mais interessante do que o esperado.

Também é uma ótima maneira de satisfazer quaisquer ambições para as quais você talvez não tenha tido tempo no passado.

Sempre quis aprender a codificar? Agora é a sua chance. Teve uma máquina de costura durante anos, mas nunca aprendeu a usá-la? Curso de costura é uma boa ideia. Precisa aprender a superar o nível mais difícil em candy crush...OK, algumas coisas simplesmente não podem ser ensinadas.

Mas se você quer aprender o básico do design gráfico, ou se você está interessado em aprender sobre psicologia dos gatos (definitivamente um curso de verdade) - há sempre uma maneira de fazer o estudo funcionar para você.

Você estudará de acordo com seus termos

Obter uma qualificação pode parecer um grande compromisso.

Mas com quase todos os tipos de cursos em uma gama de setores que oferecem aprendizagem flexível, não tem que vir com um custo para o seu tempo. Você não terá que passar cinco dias por semana em uma sala de aula, e também não terá que desistir de sua vida.

De fato, com várias faculdades, universidades e provedores de cursos dando a opção de estudar em tempo integral, meio período ou à distância, você talvez nem precise sair de casa para se qualificar.

Sem tempos rígidos de estudo, menos interferência e muito controle.


Você será capaz de quantificar suas habilidades

Mesmo que você seja hábil em alguma coisa, provar que pode ser uma luta - especialmente quando se trata de sua busca de emprego.

Fazer um curso permitirá que você coloque suas habilidades e experiência no papel, o que melhorará seu currículo e aumentará sua empregabilidade. Porque mesmo que qualificações particulares não sejam um pré-requisito para uma função, você pode descobrir que alguém que as possui tem vantagem.

Afinal, quem é um empregador mais provável de escolher - alguém que tenha "habilidades em contabilidade", ou alguém que tenha "uma qualificação reconhecida no setor de contabilidade" (que engloba todas as habilidades essenciais necessárias para o trabalho)?

Confie em nós; o esforço extra pagará dividendos a longo prazo.


0 comentários:

Quais são os desafios de trabalhar dentro de casa para sua saúde?

0 Comments

Trabalhar em casa pode ser benéfico de muitas maneiras, mas também pode apresentar vários desafios físicos, mentais e sociais, veja no site mais sobre isso.

Algumas dicas de saúde para aqueles que trabalham em casa incluem fundamentos de bem-estar, tais como comer uma dieta nutritiva e fazer exercícios físicos regularmente.

Entretanto, também é importante abordar os desafios psicológicos e sociais do trabalho remoto, tais como solidão e linhas não definidas entre o trabalho de uma pessoa e a vida em casa.


Neste artigo, exploramos como manter um ótimo bem-estar enquanto se trabalha em casa.

Desafios de trabalhar de casa

Embora o trabalho remoto tenha vantagens, ele também vem com uma série de desafios. Estes incluem

  • Sentimentos de isolamento
  • Problemas para manter a motivação
  • Ter que gerenciar as interrupções dos outros moradores - caso existam
  • Encontrar um equilíbrio entre trabalho e vida
  • Evitar a fadiga
  • Dificuldade em manter hábitos alimentares saudáveis
  • Dificuldade em obter o nível recomendado de atividade física

Importância de ficar em casa

Durante a pandemia da COVID-19, a maioria daqueles que são capazes de fazer seu trabalho remotamente estão trabalhando a partir de casa.

Ficar em casa o máximo possível reduz muito a exposição de uma pessoa ao novo coronavírus. Consequentemente, é fundamental para diminuir o risco de contrair o vírus e evitar que ele se propague.

Algumas pessoas podem ter visto trabalhar a partir de casa como um luxo antes da pandemia. No entanto, agora se tornou uma necessidade para muitas pessoas porque é uma estratégia chave para aumentar a segurança.

Lista de dicas de saúde doméstica

Como os desafios de trabalhar em casa podem afetar a saúde física, social e psicológica, é benéfico tomar medidas para manter todos os aspectos do bem-estar. Estes podem incluir o seguinte:

1. Comer uma dieta saudável

Uma dieta saudável é aquela que enfatiza os alimentos nutritivos, tais como frutas, vegetais, grãos integrais e produtos lácteos com baixo teor de gordura.

Se observa que ela também inclui ovos, feijão, nozes, peixe, aves e carne magra, ao mesmo tempo em que limita os alimentos ricos em açúcar e sal. Uma dieta saudável também limita os alimentos ricos em gordura saturada, como cortes gordurosos de carne vermelha, e gordura trans, como alimentos processados.

Não é recomendado não pular nenhuma refeição, inclusive o café da manhã. Pessoas com poucas distrações em casa podem descobrir que estão mais conscientes da fome do que estariam em um local de trabalho. Estes indivíduos podem manter à mão lanches saudáveis, tais como frutas, para evitar o lanche de batatas fritas.

2. Mantenha-se hidratado

Beber líquidos suficientes é essencial para evitar a desidratação, uma condição que pode levar à prisão de ventre e mudanças de humor..

A água é a melhor opção de bebida, mas beber quantidades moderadas de café e chá também é aceitável. É melhor evitar bebidas açucaradas, tais como refrigerantes, bebidas energéticas e bebidas à base de frutas.

3. Programar exercícios regulares

O exercício tem benefícios tanto físicos quanto psicológicos. Os dados sugerem que, devido a esses efeitos positivos, uma pessoa pode querer considerar a substituição do tempo que teria gasto no deslocamento para o trabalho.

Por exemplo, uma pessoa poderia dar uma caminhada rápida em sua área local ou fazer exercícios com um vídeo de fitness ou um aplicativo móvel.

0 comentários:

Quando fazer a troca de óleo do seu veículo?

0 Comments

Todo motor de automóvel precisa de óleo, mas não é qualquer óleo que serve. Os motores modernos são projetados e construídos de acordo com padrões exigentes e requerem óleos que atendam a especificações muito específicas da indústria e do fabricante de automóveis para garantir uma longa vida útil. O não uso do óleo do tipo certo e a documentação de seu uso podem anular a garantia de seu novo automóvel, isso sem falar na prejudicialidade do IPVA PR.

A maioria dos modelos de carros antigos exige óleos sintéticos ou totalmente sintéticos, de baixa viscosidade, multi graduação, que economizam recursos, que minimizam o atrito e maximizam a economia de combustível. Entretanto, escolher o óleo certo nem sempre é fácil. 


O óleo adequado para sua marca e modelo de veículo deve ter o grau de viscosidade SAE correto, atender aos padrões de desempenho estabelecidos pela empresa, e cumprir com quaisquer especificações exclusivas estabelecidas pelo fabricante do automóvel ou do motor. 

Estes requisitos estão detalhados no manual do proprietário de seu veículo, e sua oficina de reparos automotivos pode fornecer informações sobre as especificações de óleo recomendadas para seu veículo também.

Dependendo da idade do veículo, tipo de óleo e condições de direção, os intervalos de troca de óleo podem mudar. Antes era normal trocar o óleo a cada 5 mil quilômetros, mas com os lubrificantes modernos a maioria dos motores atuais recomendam intervalos de troca de óleo de 5.000 a 7.500 quilômetros. Além disso, se o motor de seu carro requer óleo de motor totalmente sintético, ele pode ir até 15.000 kms entre os serviços! Você não pode julgar a condição do óleo do motor por cor, portanto siga o cronograma de manutenção de fábrica para as trocas de óleo.

Intervalos de troca de óleo - Carros mais antigos

Os carros mais antigos normalmente têm intervalos de troca de óleo baseados na quilometragem, e têm dois horários de manutenção, um para carros dirigidos em operação "normal" e outro para aqueles usados em "serviço severo". A última categoria envolve operar seu carro sob uma ou mais das seguintes condições:

  • Viagens principalmente curtas (de 1 mil quilômetros ou menos)

  • Climas extremamente quentes, frios ou empoeirados

  • Parada e partida contínua

  • Transportar cargas pesadas ou rebocar um reboque

Se o uso de seu veículo se enquadra na definição severa de serviço do manual do proprietário, mantenha seu carro usando o cronograma mais rigoroso. Entretanto, se você dirigir seu carro em condições normais, tenha cuidado para não gastar dinheiro suado em serviços de troca de óleo e outros trabalhos de manutenção que seu carro possa não precisar ou se beneficiar.

Intervalos de troca de óleo - Carros mais novos

A maioria dos carros mais novos são equipados com sistemas de monitoramento da vida útil do óleo que determinam automaticamente quando uma troca de óleo é necessária e o notificam com um alerta no painel de instrumentos. Os primeiros sistemas simples são baseados em tempo e quilometragem, mas os projetos avançados atuais analisam as condições reais de operação do veículo para identificar quando o óleo começará a se degradar. 

De fato, os manuais do proprietário e de manutenção de muitos carros mais novos eliminam completamente as recomendações de "serviço severo" porque o sistema de monitoramento da vida útil do óleo encurta automaticamente o intervalo de troca de óleo quando detecta uma operação de serviço pesado.

0 comentários: