Comprar um novo carro usado no leilão do Detran Goiás - Veja como fazer e se vale a pena!

0 Comments

Você está pensando em comprar um carro? O que lhe parece ter o carro com o que Rita Barberá foi deslocado durante os anos de seu mandato como prefeita, em Valência? Pois a partir desta semana, você pode optar por ter este carro em sua garagem. No leilão do Detran GO existem somente no mês de Janeiro de 2018 mais de mil carros para leilão. A primeira coisa a fazer é consultar os débitos do Renavam do carro que está interessado para saber o real valor par aquisição do veículo.

Para realizar a consulta basta acessar o Detran GO online, lá será possível saber quando vale o pagamento da documentação dos veículos que estão sendo por ex motoristas goianos que perderam sua propriedade por conta de mal pagamento, apreensão do veículo ou acúmulo de multas. Essa é sua chance de conseguir um valor mais em conta:  no entanto, esteja preparado, pois na maioria das vezes é preciso estar com o dinheiro completo à vista.




A câmara Municipal de Valência tirou a leilão os dois veículos blindados Audi A8, que utilizava Rita Barberá, por um preço de 32.892 euros. O lote é composto por dois carros, o primeiro é um Audi A8 com 63.075 quilômetros e que sai a licitação por 18.032 euros; e o segundo lote é formado um Audi A8 com 63.075 quilômetros e que sai a licitação por 14.860. Mas, como podemos saber se esses carros estão livres de cargas ou simplesmente saber o seu histórico? Isto é conseguido obtendo o relatório do veículo em Tráfego.

Um documento bastante útil se você está pensando em comprar um carro de segunda mão, do km 0 ou, como neste caso, em um leilão. O que é o relatório do veículo? O Registro de Veículos da DGT tem caráter público para os interessados e terceiros que tenham interesse legítimo e direto. Pode solicitar-se, portanto, através da matrícula ou número de identificação de um veículo, um relatório dos dados contidos no registo em que consta a informação sobre: Propriedade do veículo. Dados técnicos. Número de titulares anteriores. Situação administrativa (se ele está autorizado a circular). Data de validade do ITV. Cargas ou imposições que impedem a transmissão do veículo.

0 comentários: