Reeducação Alimentar: o que é?

0 Comments

Você sempre quis emagrecer mas nunca soube por onde começar? Você já ouviu falar na reeducação alimentar?
Um termo muito usado ultimamente, ele tem sido designado como a chave para o emagrecimento efetivo e saudável do nosso corpo, eliminando o risco de doenças graves e também do já conhecido efeito sanfona.
Nós temos um costume de comer determinadas comidas pelo nosso contexto histórico, dia a dia, local em que moramos e tantos outros fatores que influenciam diretamente na saúde do nosso corpo.

É preciso uma reeducação alimentar, que é nada mais nada menos do que mudança de hábitos na alimentação, sem que isso seja algo ruim ou não gostoso.
Com ela você não deixará de comer o que gosta para substituir por apenas comidas lights, verduras e legumes, na verdade, você irá aprender a comer tudo de maneira equilibrada e natural, como uma pré determinação do seu próprio corpo.
É preciso que para começar a sua reeducação alimentar, você consulte um nutricionista antes, ele (a) irá te passar qual a melhor reeducação alimentar para o seu tipo de corpo e para doenças que você já enfrenta.
Existem alguns métodos que podemos adiantar e que você pode começar a aplicar no seu dia a dia, siga estes passos e já sinta uma leve diferença no seu peso e na qualidade de vida:
·        Tome muita água, de 8 a 10 copos por dia, ou se quiser, use como medida 2 litros diários.
·        Procure não consumir muitos alimentos industrializados, como fast-food ou frituras de rápido preparo.
·        Substitua refrigerantes e bebidas gaseificadas por sucos naturais ou água.
·        Consuma mais alimentos integrais como pães, arroz e outros grãos que podem ser encontrados nessa forma.
·        Procure não comer muitos alimentos ricos em gorduras, como frituras, carnes com muita gordura, queijos amarelados, manteigas e bebidas alcoólicas.
·        Você pode consumir doces, porém procure se regular e fazer com que sejam consumidos em pequenas quantidades e as vezes.

·        Faça atividade física regularmente.

0 comentários: